Rumores espalhados pelo WhatsApp causam a morte de 7 pessoas - Gel Tutoriais

Só as Melhores.

Post Top Ad

sábado, 27 de maio de 2017

Rumores espalhados pelo WhatsApp causam a morte de 7 pessoas



Se você precisava de mais alguma prova do perigo que as notícias e informações falsas compartilhadas pelas redes sociais representam, agora não precisa mais. Ontem, sete pessoas foram linchadas em dois incidentes diferentes no estado de Jharkhand, na Índia, por causa de um boato que circulou por WhatsApp na região dizendo que estranhos estavam sequestrando crianças.

As mensagens, segundo o Hindustan Times, diziam que "gangue de sequestradores de crianças" estava circulando pela área. "Os suspeitos sequestradores de crianças levam sedativos, injeções, spray, algodão e toalhas pequenas", dizia o texto. Mas de acordo com o delegado superintendente da região, Aminesh Naithany, "nem um único caso de sequestro de crianças foi reportado na área".

Mesmo assim, os moradores de regiões como Seraikela-Kharsawan e Singhbhum se armaram e ameaçaram pessoas estranhas que passavam pela região em resposta à mensagem falsa que circulava no WhatsApp. Ontem, turbas de até 500 homens atacaram e mataram sete pessoas, em duas ocasiões diferentes.

Relato de um sobrevivente

Uttam Verma, de 31 anos, conseguiu escapar de um dos ataques - que, no entanto, vitimou seus irmãos. Eles estavam de moto na aldeia de Nagadih quando se depararam com a estrada bloqueada por um cano e cercada por habitantes armados com arcos, machados e espadas. Um grupo deles acusou-os de serem sequestradores de crianças. Eles exigiram ver suas identidades, mas o irmão de Uttam estava sem documentos.

"As pessoas começaram a sair de suas casas, e a turba não parava de aumentar", contou ele ao New York Times. Uttam ligou para sua casa para pedir ajuda, e seu outro irmão, Gangesh, veio para a região. Mesmo assim, a confusão continuou a aumentar, em parte porque a língua falada pelos habitantes da aladeia era diferente da que os Verma falavam.

Eventualmente, policiais chegaram na cena, mas não ajudaram os irmãos. Uttam Verma conseguiu escapar porque os policiais o prenderam e levaram para a delegacia; seus irmãos, contudo, foram assassinados pela turba. Segundo o superintendente da polícia local, Prashant Anand, apenas quatro policiais patrulham a área, e a turba contava com mais de 500 pessoas.

Mentiras letais
De acordo com o Times, Naithany, o delegado superintendente da região, considerou que "as turbas intencionalmente mataram" as pessoas. "Eles sabiam que estavam fazendo justiça com as próprias mãos, e em vez de denunciar aquelas pessoas à polícia, eles os mataram", disse.

Naithany reconhece que a falta de educação formal foi um dos fatores que permitiu que isso acontecesse. "Como as pessoas não são educadas, elas não conseguem diferenciar entre uma notícia verdadeira e um boato", comentou. Segundo ele, 20 pessoas que participaram dos linchamentos foram presas sob acusações de assassinato, e os policiais responsáveis pelas delegacias mais próximas das regiões dos ataques foram suspensos por negligência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad